Review da Revista OLD BITS

Uma revista independente!

Compartilhe:

Capa da revista Old Bits

Amigos e amigas leitores do Jogando Casualmente, sejam mais uma vez bem-vindos a mais um review do nosso site. Dessa vez, vamos fazer uma análise completa da revista Old Bits, uma revista lançada de maneira totalmente independente pelo Alan Ricardo de Oliveira, que é um fanático por jogos de videogames antigos. Em uma conversa informal, descobrimos que ele prefere escrever sobre alguns jogos que não tiveram o destaque merecido na época em que foram lançados, ou mesmo são menos famosos. Por isso, a primeira edição da Old Bits tem em sua capa uma franquia de Beat’en up Rushing Beat que foi lançada originalmente pela JALECO para Super Famicom.

 

ANALISANDO A REVISTA

Página selecionada que trata da empresa JALECO

 

Lançada em fevereiro de 2019, a revista Old Bits tem como objetivo resgatar algumas franquias de jogos que foram lançados para consoles de gerações mais antigas: como Super Famicom e Playstation. No caso, essa primeira edição trás como destaque da capa a franquia Rushing Beat, que é uma trilogia lançada no início dos anos 1990 no Japão. Essa é a matéria principal da revista, que conta com muitas páginas analisando jogo a jogo em todos seus aspectos: jogabilidade, diversão, trilha sonora e também faz um trabalho eficiente destacando as diferenças das versões orientais e ocidentais que eram tão comuns na época.

A revista conta também com uma matéria bastante interessante com o resgate histórico da empresa que produziu os jogos da franquia Rushing Beat: a JALECO. Ela possui uma sessão especial para tratar um pouco da trajetória da companhia e também nos trás algumas informações de como ela está nos dias atuais.

Por fim, a revista conta com diversas análises de jogos que não são muito comuns de se ver na internet hoje em dia. Além da atração principal, a revista conta com as análises do jogo de arcade 64th Street (que serviu de inspiração para a produção de Rushing Beat), de Slam Dragon (um jogo de luta 3d lançado em 1996 para Playstation), Carrier (uma espécie de Resident Evil para Dreamcast lançado em 2000) e mais alguns jogos que não são muito conhecidos na cultura pop, mas que com certeza farão o leitor da revista pelo menos ir atrás de alguns emuladores para ter acesso a experimentar esses jogos.

Slam Dragon, jogo inspirado em Virtua Fighter lançado para Playstation em 1996

 

As únicas ressalvas que ficam são o preço que achamos um pouco salgado, entretanto é compreensível, por se tratar de uma edição lançada sem apoio de nenhuma editora ou empresa. De qualquer modo, essa edição fica servindo mais como um item de luxo para colecionadores. Outro contra que encontramos é o fato dela ter uma identidade visual muito escura no miolo da revista. A maioria das matérias são com fundo preto ou muito escuro, o que cansa um pouco a vista depois de ler por algum tempo. Tirando esses fatores que, cremos que sejam secundários, a revista é recomendadíssima para quem tem interesse em coleções de coisinhas referentes a games antigos e também para quem está buscando jogar jogos antigos que são mais desconhecidos da grande mídia especializada em games.

Enfim, é uma ótima pedida aos amigos e amigas gamers. Por hoje é isso! A cada 15 dias aqui no Jogando Casualmente nós iremos publicar um review, seja de um jogo, seja de algo relacionado ao universo dos videogames, como acessórios, consoles, celulares, controles Bluetooth, enfim, esperem o melhor possível de nossa parte para trazer novas análises para vocês. Não deixem de ouvir os nossos episódios e não esqueçam de deixar seus comentários sobre o que acharam do texto. Até logo mais.

8

Tem grande potencial

Prós

  • Revista muito bem diagramada
  • Análises interessantes e aprofundadas
  • Conta a história da obscura empresa JALECO
  • Possui uma boa variedade jogos analisados
  • Tem uma boa quantidade de páginas: 44 ao todo
  • O material da revista é de muito boa qualidade
  • Cita as revistas de videogames que cobriram os jogos na época.

 

Contras

  • Poderia ser mais barata (custa R$25,00 mais frete)
  • Tem uma identidade visual interessante, mas com pouca variação de cores.

Alguma sugestão de tema? Envie para contato@jogandocasualmente.com.br

Siga a gente em facebook.com/JogandoCasualmente

Acompanhe nossos Tweets em twitter.com/JCasualmente

Deixe seu comentário