monkey-king-capa

Review Monkey King Hero is Back – Deu sono

Um macaco com super poderes mágicos e porradeiro te lembra Dragon Ball? Monkey King e Dragon Ball são ambos baseados no mesmo romance chamado Jornada ao Oeste! Mas não fique muito animado como eu fiquei, pois essa jornada não é das melhores. Desenvolvido pela HEXADRIVE Inc. e publicado na plataforma Sony pela THQ Nordic, o jogo tem versões para Windows e Playstation 4.

Ano: 2019
Jogadores: 1
Gênero: Ação, Aventura
Classificação indicativa:
Livre
Português: Somente legendas
Plataformas: PC, PS4
Duração: Sem registros

A aventura é bem linear e explicada, revelando um gameplay voltado ao público infantil

A Jornada ao Oeste

Esse game é baseado em um dos maiores romances da história oriental, A Jornada ao Oeste de Wu Cheng’en. O macaco Dasheng têm seus super poderes mas estes foram restritos e para recuperá-los (e sua liberdade) ele se vê obrigado a ser um bom macaquinho ajudando o jovem Lieur – que o liberta sem querer – a salvar seu povoado dos monstros.

Dasheng é um macaco, mas não se engane, ele não sobe em árvores

Mecânica preguiçosa

É mostrada logo de cara ao jogador uma mecânica estranha: Uma parede invisível é apresentada, de modo que você vê a continuação do caminho mas não pode atravessar. Para continuar o player precisa apertar círculo no controle e o jogo faz um loading e te devolve exatamente do outro lado da parede invisível. Fica óbvio que é um mecanismo empregado para evitar o uso de draw distance colocando os estágios aos poucos na memória do console. Um recurso do qual não tenho saudades da época dos 64 bits.

O combate é repetitivo, mas isso é esperado para uma jogabilidade Brawler

Um pouquinho quebrado

Embora o jogo seja feito para crianças os elementos de jogabilidade quebrados como o combate sem reação e ritmo, o pulo muito curto, a lentidão do passo de Dasheng acabam deixando o jogo difícil sem a intenção de sê-lo. O tipo de dificuldade que frustra o jogador pois a ineficácia dos movimentos e os erros cometidos não foram culpa do mesmo. Algumas habilidades adquiridas conforme o jogo avança acabam colaborando para colocar um curativo por cima dessas feridas, mas elas ainda estarão sangrando.

Prós

  • Gráficos bonitos
  • Modelos e movimentos feitos com esmero
  • Melhoria de habilidades
  • Jogo voltado para o público infantil
  • Inspiração em uma história famosa

Contras

  • Jogabilidade repetitiva
  • Mecânica insuficiente
  • Combate problemático
  • Apenas para Windows e PS4

Este review foi feito usando uma cópia para PS4 cedida com carinho pela THQ Nordic