zen-chess-collection-capa

Review Zen Chess Collection – Um xadrez de desafios

Procurando um jogo de Xadrez para estimular o cérebro? Zen Chess Collection é tipo isso, só que diferente. Publicado pela brasileira QUbyte, o jogo é praticamente um Xadrez minimalista com vários desafios, transitando entre 4 modos de dificuldade/jogo que fazem parte originalmente do Zen Chess Series da Minimol Games. Apesar de ser inspirado no mundialmente conhecido jogo de tabuleiro, o público aqui é segmentado. Na descrição do site oficial do jogo diz que ele é para experientes e novatos, mas não é o que foi visto por aqui.

Ano: 2019
Jogadores: 1
Gênero: Estratégia, Puzzle, Tabuleiro
Classificação indicativa:
Livre
Português: Apenas legendas
Plataformas: Switch

“More games modes” não contém nada, então não devia estar ali

Faltou consideração com o jogador

Não existe a explicação das regras ou de como funciona o jogo em si. Apesar do Xadrez ser um jogo conhecido por muitas pessoas, nada impede do desenvolvedor pensar em quem nunca teve contato com o manual do jogo – a não ser que o objetivo fosse afastar esse tipo de jogador. Você pode me dizer: ah, mas hoje em dia temos internet e qualquer um pode ir lá e procurar e… não. Se algo me faz ter que sair da imersão que estou tendo em um jogo para que eu busque em fontes externas sobre como ele funciona, já existe um problema de usabilidade. No menu principal existem os 4 modos de jogo para escolher, e imediatamente você é levado para um desafio sem saber exatamente o que precisa ser feito. É tudo simples até demais, mas de forma negativa. Depois de sacar que o objetivo é dar xeque-mate no rei do adversário utilizando uma série de movimentos lineares, o jogo sim fica divertido – ah, e o jogo tem suporte à touch/toques na tela do Switch. O problema para alguns talvez seja que aqui não existe muito o que se fazer além de cumprir coisas já estabelecidas previamente. A medida que você vai avançando e terminando os desafios, a dificuldade vai se elevando e complicando um pouco a situação. Além disso, você ouve durante as “partidas” uma música relaxante, que faz jus ao nome do jogo. Existe um opção no menu “mais modos de jogo” que te leva pra eShop, mas não há nada por lá para ser comprado até o momento desta análise. O que será que estão planejando?

Um jogo de nicho

Zen Chess Collection é para aqueles que já sabem jogar Xadrez, mas que procuram (talvez) novas técnicas e estratégias através dos desafios aqui propostos, ou que queiram também apenas testar seu próprio conhecimento e capacidade de vencer uma jogatina dependendo em poucos passos. Seria interessante se houvesse uma opção para jogarmos o jogo padrão em uma opção no menu, aí então teríamos um motivo a mais para adquirir o jogo, mas a proposta é mesmo ser um quebra-cabeça e nada além disso – aceitável. Enfim, a maior crítica fica à falta de acessibilidade em considerar que todos sabem jogar Xadrez.

Prós

  • Desafios variados
  • Boa quantidade de fases
  • Possibilidade de escolher aparência do tabuleiro e das peças
  • Música relaxante

Contras

  • Sem instruções
  • Não é compreensível de imediato
  • Sem muito fator replay

Este review foi feito usando uma cópia para Switch cedida com carinho pela QUbyte