review-grid-autosport-capa

Review Grid Autosport (Switch) – Qualidade máxima

Poucos jogos de simuladores de corridas me cativaram tanto como Grid Autosport. São vários motivos pelos quais me afasto sempre deste tipo de abordagem, e o maior deles provavelmente é a pegada realista dos controles do veículo.

Bom, certamente Grid soube resolver este problema muito bem. O jogo originalmente foi lançado em meados de 2014, sendo portado nos últimos meses para o Nintendo Switch – e até para Android e iOS – de forma surpreendente.

Obs.: apesar de ser um jogo já existente em outras plataformas, a versão analisada aqui foi a de Nintendo Switch – que continua sendo atualizada constantemente.

Desenvolvimento: Feral Interactive
Edição: Codemasters
Jogadores: 1-2 (local) e 1-8 (wireless)
Gênero: Corrida, Esporte, Multiplayer, Simulador
Classificação indicativa: Livre
Português: Dublage, legendas e interface
Plataformas:  PC, PS4, Xbox One e Switch
Duração: 33 horas (campanha)/189 horas (100%)

Um jogo para todos dominar

Como um grande fã de jogos de corrida arcade, aquece meu coração ao saber que cada vez mais jogos puxados pra simulação estão dando o braço a torcer e permitindo várias opções de acessibilidade.

Grid Autosport te dá várias configurações que tornam o jogo mais adaptado pro seu nível de habilidade. Do casual ao profissional. os controles se adequam a qualquer tipo de jogador e atendem à maioria.

Muito disso tem ligação com a própria dificuldade. Portanto, quanto mais acessível os controles estiverem, menos experiência você irá adquirir ao vencer uma corrida. Vejo isso como algo justo, já que assim você consequentemente se sentirá desafiado a elevar mais e mais as opções de dificuldade para se sentir melhor recompensado.

No jogo também está presente o recurso de rebobinar o tempo, algo bastante útil caso você não seja tão habilidoso e deseje realizar uma partida com menos batidas ou erros cometidos.

Por incrível que pareça, Grid Autosport é um jogo relativamente pequeno levando em consideração a quantidade de conteúdo que ele oferece. São menos de 10gb ocupados em seu cartão microSD do Nintendo Switch, isso já contando com os pacotes de texturas em alta resolução que tornam os visuais em algo incrivelmente lindo!

Aliás, existem vários modos de performance nesta versão para Switch, algo que não vemos constantemente nos títulos para este console:

  • Gráficos: o jogo roda em 30fps e mantém os gráficos em sua máxima qualidade.
  • Performance: os visuais são reduzidos e o framerate se mantém em 60fps.
  • Economia de bateria: os mínimos recursos são mantidos para economizar o consumo de bateria.

Subindo de nível

Cada temporada da carreira possui vários campeonatos disponíveis, e cada um deles algumas equipes com objetivos estabelecidos. Uma vez cumprindo as tarefas de um evento, de acordo com a equipe escolhida, você adquire experiência. Estas experiências adquiridas no avançar do jogo lhe abrirão mais campeonatos para competir.

Antes de cada corrida podemos mudar as configurações de assistência e diminuir a dificuldade, tunar o veículo, instalar melhorias, ajustar os controles e praticar. Fora isso, seu parceiro de equipe também pode receber comandos, como manter a posição ou lutar bravamente por uma melhor colocação.

Grid Autosport é um jogo bastante diversificado, por isso temos uma boa quantidade de disciplinas/estilos de corrida no jogo:

  • Touring: circuitos que lembram Nascar, onde todos competem por uma boa colocação e voltas mais rápidas.
  • Open Wheel: o famoso fórmula 1, com carros mais leves e extremamente rápidos.
  • Endurance: corridas longas e de resistência que apresentam desgaste em seu veículo com o passar das partidas.
  • Tuner: uma mistura de formas diferente de correr, como drift, carros grandes, etc.
  • Street: corridas com carros de passeio, pistas mais propensas a impactos e mudanças de terreno.
  • Grid: categoria que engloba todas as anteriores, mas com um nível exigente de dificuldade.

Aí vai uma boa notícia: você não precisa jogar todos estes para avançar em sua carreira. Portanto, não se preocupe se algum destes estilos não “clicar”.

No menu principal também existem outras vários modos: corrida clássica, contra o relógio, resistência, eliminação, ponto de controle, demolição, derrapagem, drag e arrancada. Muitos destes são possíveis de serem jogados em multijogador (wireless local para até 8 e tela dividida para até 2 pessoas).

O melhor do gênero no Switch

Grid Autosport é simplesmente um jogo incrível, um título bastante necessário de se ter. Provavelmente a coisa mais linda com a qual já tive contato no Nintendo Switch, e é assustador ver um jogo com estes gráficos e performance rodando até mesmo na palma da sua mão.

Fora a beleza, o jogo oferece um conteúdo amplo, rendendo muitas horas de gameplay. Há também a promessa da adição do modo online, o que me deixa bastante ansioso para que aconteça o quanto antes.

Esta review foi feita com uma cópia de Switch cedida pelos produtores

Grid Autosport

10

Nota final

10.0/10

Prós

  • Performance incrível
  • Gráficos lindíssimos
  • Muito conteúdo
  • Muitos modos de jogo
  • Dificuldade totalmente personalizável

Contras

  • Atualizações demorando